sexta-feira, 24 de março de 2017

A MAR(É)

Preto,
Pouse teus lábios nos meus
Sem medo,
Com muito dengo
e gostinho de mel

Quero esse olhar
Latejando em meu corpo
Em casa, em brasa
Faça da minha alma
A sua eterna morada



Nenhum comentário:

Postar um comentário